quinta-feira, 5 de outubro de 2017

E S T R E M O Z : Beldroegas para o Brasão Municipal, já!



Recentemente foi constituído na nossa cidade, um comité para a defesa dos direitos cívicos das beldroegas. Aquele colectivo vegetal fez-me chegar às mãos um documento, o qual dada a sua importância, reproduzo na íntegra e sem comentários.

MANIFESTO DAS BELDROEGAS
Bilhete de identidade
Nós beldroegas, designadas cientificamente por “Portulaca oleracea”, somos encaradas como ervas daninhas, pois desenvolvemo-nos muito bem em climas temperados, solos drenados e a céu aberto. Daí brotar-mos em hortas, pomares, quintais, calçadas e passeios. Vivemos mais de um ano e temos crescimento rápido, chegando a medir 40 cm de comprimento. Somos rasteiras, com folhas espessas e carnudas e flores amarelas pequenas de cinco pétalas.
Há quem nos considere plantas invasoras, difíceis de ser erradicadas, pois cada uma de nós pode produzir elevado número de pequenas sementes, as quais podem permanecer viáveis por mais de dez anos. Todavia há quem nos considere invasoras benéficas em plantações, por sermos consideradas plantas companheiras doutras como é o caso do milho.
Utilização culinária
Temos sabor ligeiramente ácido e os nossos caules, as nossas folhas e as nossas flores podem ser comidos crus ou cozinhados sob a forma de sopas, saladas, esparregado ou infusão. São bem conhecidas sopas como: sopa de beldroegas, sopa de beldroegas com arroz, sopa de beldroegas com coentros, sopa de bacalhau com tomate e beldroegas, sopa de grão com beldroegas salteadas, arroz de beldroegas e açafrão, arroz integral de tomate e beldroegas. Já quanto a saladas, destacamos: salada de beldroegas, salada de beldroegas com tomate e cebola, salada de batata com beldroegas e alcaparras.
Uso medicinal
Somos ricas em substâncias como ómega-3, glicose, frutose, sacarose, α-tocoferol, β-caroteno, glutationa, vitaminas A, B, C, minerais como magnésio, cálcio, potássio e ferro.
Temos propriedades diuréticas, emolientes, emenagogas, laxantes, vermífugas, anti-escorbúticas, sudoríferas, depurativas, anti-inflamatórias, anti-hemorrágicas, anti-oxidantes e anti-cancerígenas.
Somos eficazes na depuração do sangue, no tratamento de doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes, doenças da vista, da bexiga, rins e vias urinárias, disenteria, enterite aguda, mastite, hemorróidas, cistite, hemoptises, queimaduras, úlceras, artrite e outros distúrbios inflamatórios e auto-imunes, bem como no cancro.
Os nossos talos e folhas pisadas podem ser aplicados sobre queimaduras e feridas, pois aliviam a dor e aceleram o processo de cicatrização. O suco das nossas folhas pode ser utilizado para tratar inflamações oculares, queimaduras, eczemas, erisipelas e calvície, quando aplicado directamente na área afectada. O nosso suco ingerido trata problemas de fígado, bexiga e rins. Sob a forma de chá temos propriedades diuréticas. As nossas sementes quando ingeridas combatem vermes intestinais.
Uso ornamental
Por sermos floridas, há variedades nossas que são cultivadas em jardins, canteiros, vasos e floreiras. Propagamo-nos rapidamente, florescemos todo o ano e não exigimos cuidados especiais para além de sol e água.
Nós e o Executivo Municipal
O nosso relacionamento com o Executivo Municipal é excelente e é mesmo o melhor de sempre. Outra coisa não seria de esperar, já que nos permite crescer à vontade por tudo o que é calçada e passeio. Como as ruas estão por varrer, pensamos que seja gentileza da sua parte, a fim de que não tenhamos falta de nutrientes. O nosso grande problema é a seca. Daí que façamos um apelo a que nos mandem regar. As beldroegas agradecem.
Uma justa reivindicação
A nossa proliferação pela cidade e o nosso carácter ornamental, são reveladores do nosso empenho bairrista em corporizar o slogan do Município: ESTREMOZ TEM MAIS ENCANTO.
A Política Agrícola Comum (PAC) da União Europeia é responsável pelo baixo indicie de cultivo de cereais no nosso concelho e entre eles, o tremoceiro que figura no Brasão Municipal. Daí e dada a nossa abundância, não é despropositado reivindicar a nossa inclusão naquela composição heráldica, em substituição do tremoceiro. Daí que proclamemos:
- BELDROEGAS PARA O BRASÃO MUNICIPAL, JÁ!

Comité para a Defesa dos Direitos Cívicos das Beldroegas

Hernâni Matos